quarta-feira, 1 de maio de 2013

As três formas de entendimento sobre Jesus e a sua opinião


Leniéverson Azeredo Gomes



O Cristão tem três possibilidades de seguimento e de interpretação acerca de Jesus Cristo, segue em ordem na foto, apenas UMA é a correta:
1º Jesus Cristo Revolucionário - Normalmente, quem segue um Jesus assim, costuma estar ligado a Teologia da Libertação, Partidos de linha socialista/comunista (embora o socialismo/comunismo e cristianismo sejam substâncias imiscíveis - não misturáveis), colocam ícones como Leonardo Boff, Frei Betto e Dom Pedro Casaldáliga acima do Magistério da Igreja, e, sobretudo o Papa. Mas não é só os leigos, que seguem a visão de um Jesus Revolucionário, há clérigos como os descritos acima e certos padres midiáticos (sem explicitações) Ex: O agora ex-Padre Beto. Normalmente, leigos e clérigos são o xodó da imprensa esquerdista - termo marxista -. A grande maioria é a favor do aborto, da união gay, dentre outros ligados a teologia moral, há outros que são misteriosos, pois parecem um baú fechado com 1000 cadeados.
2º Jesus Cristo Hippie - Para alguns, Jesus Cristo era e é, nada mais, nada menos ensinador da filosofia paz e amor. Defendem a concepção de que homossexualidade não é vista como anomalia pela bíblia. E quem pensa o contrário é tachado de fundamentalista, homofóbico, preconceituoso, dentre outras coisas. Criam "igrejas " inclusivas, que na verdade, são seitas formados por pessoas com heresias até o talo, tudo baseado Além do mais, costumam restringir a bíblia aos Evangelhos, sobretudo na parte que diz "Amar ao Próximo como a Ti mesmo". Para eles, o que vale é o livre Exame da bíblia, para dar um basta (sic) no que eles chamam de fundamentalismo (leia-se moral e bons costumes, que para eles é um atraso de vida).
3° Jesus Cristo Crucificado - Segue a Idéia de um Jesus Cristo que morreu na Cruz para a remissão dos pecados, que era e é sinal de contradição. Ele, desde a afirmação do profeta Simeão, seria, desde a infância, sinal de contradição na humanidade. Fato esse, expresso com mais enfase pelo próprio Jesus, já adulto no sermão na montanha, quando assegurava que todos os que resolvessem a propagar o nome d´Ele seriam bem aventurados, ainda que perseguidos. De fato, o próprio Jesus foi pregado numa cruz e, tendo como ponto de partida Santo Estevão, varios Cristãos até hoje foram assassinados, cusparados, ofendidos, humilhados, perseguidos, enfim, sofreram diversos tipos de martírio em nome de Jesus.

Considerado o fato de que os dois primeiros tipos de Jesus, em sua quase totalidade de se interligam do ponto de vista herético, tendendo para apostasia. Qual tipo de Jesus vocês preferem e o que vocês acrescentariam ou retirariam em cada tipo?

2 comentários:

Stefan disse...

DA REFORMA - MELHOR, REBELIÃO PROTESTANTE PARA CÁ...

A adaptação de Cristo e sua doutrina a interesses e conveniências tem sido proximidade ao topo ou o ápice de alguns séculos seguidos de práticas assíduas das culturas liberal-iluministas antropocentristas que foram disseminando-se mundo afora e, como muito bem mencionou o emérito Santo Padre Bento XVI, vem se intensificando gradativamente a partir dos anos 50, à medida que a sociedade transforma-se e adquire novos conhecimentos, sugerindo que poderia independer de Deus, por si mesma dar continuidade a tudo de igual ou melhor forma.
E o que não faltam são as satanistas ideologias comunistas instigadoras do homem ao orgulho, soberba e egoísmo, muito em voga na relativista sociedade atual sob diversos disfarces, inclusive sob partidos políticos, como o PT.
Daí sucedeu que ao dar guarida às novas ideias e abordagens doutrinarias, fundaram-se dezenas de milhares de seitas paralelas à doutrina cristã original da Igreja católica, porém dissensas entre si, ainda em evolução progressiva, dentro do contexto de sempre atenderem às múltis conveniências ideológico- particulares ou grupais, sendo a atual característica do relativista homem atual, de muita ciência e pouca sabedoria, em muitos pontos equiparando-se em alienação aos trogloditas para pior.
Enfim, tudo isso é a suma do que acontece no momento a nível mundial: o homem por ter-se deixado aliciar por ideologias niilistas, como as socialistas, tornou-se refém das mesmas cada vez mais imerso no material-ateísmo e na criação de um certo Jesus convencional.

ESSA FOI DA PESADA...
Ex-general soviético revelou ao mundo: Teologia da Libertação foi uma cruzada de dominação ideológica criada pela KGB, sob forma religiosa para facilitar sua penetração: http://www.midiasemmascara.org/artigos/movimento-revolucionario/14089-a-cruzada-religiosa-do-kremlin.html e original em inglês http://archive.frontpagemag.com/readArticle.aspx?ARTID=35388.
Sabíamos há muito disso dado as afinidades TL-PT-PCC-FARCs etc, mas podendo demonstrá-lo via documental, tanto melhor!




ESSA FOI DA PESADA...
Ex-general soviético revelou ao mundo: Teologia da Libertação foi uma cruzada de dominação ideológica criada pela KGB, sob forma religiosa para facilitar sua penetração: http://www.midiasemmascara.org/artigos/movimento-revolucionario/14089-a-cruzada-religiosa-do-kremlin.html e original em inglês http://archive.frontpagemag.com/readArticle.aspx?ARTID=35388.
Sabíamos há muito disso dado as afinidades TL-PT-PCC-FARCs etc, mas podendo demonstrá-lo via documental, tanto melhor!





Blog Católico do Leniéverson disse...

É mais ou menos isso que eu disse, Stefan, um abraço e volte sempre.